Av.Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros - São Paulo - SP
Programação




JANEIRO

NO COLO

DIA 17 DE JANEIRO, ÀS 14H30

No dia 17 de janeiro às 14h30 todos os bebês até 18 meses e suas famílias estão convidados para participarem do NO COLO! Essa será a última edição da atividade inspirada nas características da obra de Julio Le Parc. Serão realizadas diversas atividades no ateliê do Instituto Tomie Ohtake e nas salas da exposição 'Julio Le Parc: Da Forma À Ação', ministradas pela educadora Diana Tubenchlak.

Vagas ESGOTADAS


CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

DIAS 19 E 20 DE JANEIRO

Nos dias 19 e 20 de janeiro acontecem três sessões de contação de história. A contação ‘Julio Le Parc: Da Forma à Ação’ contará com explorações sonoras e visuais para crianças e jovens com recursos de audiodescrição e intérprete de LIBRAS (língua brasileira de sinais) com experiências artísticas inspiradas na obra do artista argentino Julio Le Parc e arte a cinética, criadas pelos artistas Luisa Puterman e André Damião.


19 de janeiro

9h30 às 10h20 inscrições >>  https://goo.gl/forms/wSBGpmlq9IHZwmh73
14h30 às 15h20 inscrições encerradas


20 de janeiro

11h às 11h50 inscrições >> https://goo.gl/forms/CGQIFQ9MdFIpblQl1


 
ORQUESTRA VERMELHA

dia 20 de janeiro, às 20h

Apresentação da Orquestra Vermelha no Hall do Instituto Tomie Ohtake, como ação paralela à exposição "Julio Le Parc: da Forma à Ação" 

A Orquestra Vermelha é formada por um músico e uma banda de sombras. Sombras de outros músicos que não estão no palco. São todos base e solo. Figura e fundo. Desenvolvido por Matheus Leston, o projeto expõe contradições fundamentais de um show. Com a popularização do computador como ferramenta musical, como definir o que é um músico? Se, durante as apresentações, os playbacks e samples são cada vez mais comuns, o que é “ao vivo”? E para que vamos a shows? Apenas para ver pessoalmente um artista que admiramos? Ou talvez para experienciar um espetáculo completo, no qual a visualidade é tão importante quanto o som?

O show integra a agenda da exposição “Julio Le Parc: da Forma à Ação”, retrospectiva da carreira do argentino pioneiro em arte cinética.

ATIVIDADE GRATUITA

CONFIRA O EVENTO NO FACEBOOK AQUI 


ENCONTROS: arte e cultura na América Latina do século XX

DIAs 20,27 DE JANEIRO e 03 fevereiro das 10h às 13h

Voltados para professores e educadores, os encontros constituem-se de espaços de diálogo e construção coletiva de narrativas sobre a América Latina a partir de aspectos que marcaram a arte e a cultura no decorrer do século XX.

Os três encontros propostos pelos educadores do Núcleo de Cultura e Participação acontecerão por meio de diferentes metodologias, como aulas expositivas, oficinas e experiências poéticas pautadas em algumas das principais obras artísticas e literárias latino-americanas do século XX, entre elas a de Julio Le Parc.

Inscrições pelo telefone 2245 1937
Gratuito

 

fevereiro


OFICINA DE MÚSICA PERCUSSIVA PERNAMBUCANA

03 DE FEVEREIRO ÀS 11H

Ministrada pelo músico percussionista Maurício Badé que atualmente trabalha com Criolo e Russo Passapusso.
Vagas: 20

 

OFICINA DE FANTASIA DE CARNAVAL

09 DE FEVEREIRO ÀS 13H

Ateliê de produção de fantasias carnavalescas, proposto pelo educador Felipe Tenório.
Vagas: 20

 

PADRÕES MOMESCOS: ESTAMPANDO A EMOÇÃO

17 DE FEVEREIRO DAS 09 ÀS 18H

Oficina de estamparia manual para criação de estampas autorais a partir de técnica pochoir inspirados no carnaval pernambucano, ministrada por Lin Diniz e Bárbara Penaforte.
Vagas: 20

 

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA

24 DE FEVEREIRO ÀS 11H

Contação de histórias inspirada no livro "O carnaval dos bichos aloprados" (Editora Nova Fronteira), da artista gráfica pernambucana Joana Lira.
Vagas: 60

 

CONVERSA EM BLOCO

24 DE FEVEREIRO ÀS 15H

Visita à exposição e conversa sobre a pesquisa e as produções para o Carnaval de Recife mediadas pela artista gráfica pernambucana Joana Lira.
Vagas: 20

 

APRESENTAÇÃO DE DANÇA CONTEMPORÂNEA

24 DE FEVEREIRO ÀS 15H

Espetáculo que une a cultura popular à arte contemporânea feito pela cantora, compositora e dançarina pernambucana Flaira Ferro.