Av.Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros - São Paulo - SP
Events

 

JULHO 



ATELIÊ ABERTO DE CARTAZES 

SÁBADOS:22 E 29 DE JULHO DAS 14H ÀS 17H

Produção de cartazes relacionados ao tema da exposição 'OSSO Exposição-apelo ao amplo direito de defesa de Rafael Braga'. Para dar vazão à necessidade de estimular processos práticos de criação e produção artística e garantir um espaço de troca entre os públicos e o Instituto, a equipe do Núcleo de Cultura e Participação propõe um ateliê de cartazes.

O espaço aberto aos visitantes permitirá o uso de diversas linguagens e técnicas de reprodução de imagens, como estêncil, carimbo, serigrafia e caligrafia, explorando as possibilidades de expressão visual das questões abordadas pela exposição para a composição de cartazes. O Instituto fornecerá aos participantes os materiais necessários e o apoio de educadores para a realização de cartazes autorais, podendo conter imagens e textos articulados por meio de impressão, colagem, escrita, fotocópia etc.

Estêncil

Estêncil é uma das mais versáteis técnicas de impressão seriada. As imagens surgem da aplicação de tinta em desenhos vazados construídos a partir de perfurações ou recortes em papel, acetato, plástico ou outros tipos de suporte. As imagens podem ser aplicadas sobre diversos tipos de superfície, como papel, tecido, madeira ou mesmo paredes e muros, preservando a matriz de impressão para aplicações posteriores. O estêncil é bastante utilizado na arte urbana, dialogando com o grafite, e na produção de cartazes e estampas.

Carimbo

O carimbo é uma das mais antigas e acessíveis técnicas de impressão seriada. Assim como outras técnicas de reprodução, a partir de uma matriz, que pode ser de madeira, borracha, cortiça, metal ou outros materiais tradicionais, imagens são registradas em alto ou baixo relevo e posteriormente são impressas em diversos suportes. Por seu caráter gráfico, é bastante utilizado em trabalhos editoriais independentes, design, publicações feitas à mão, entre outros.

Serigrafia

Serigrafia é uma técnica de reprodução que utiliza uma tela como matriz, normalmente feita de nylon ou poliéster. Ao contrário do estêncil e do carimbo, é uma técnica que não necessita da retirada de material da matriz, sendo realizada em uma superfície plana. A tela é sensibilizada por processos químicos e pela luz, permitindo a passagem da tinta apenas nos lugares selecionados e assim compondo a imagem desejada.



INSCRIÇÔES >> 22 JULHO
                                29 JULHO 





CONVERSAS EM FLUXO 

20 DE JULHO 

20 julho às 19h

Exibição do documentário “ Mulheres negras: projetos de mundo” (25 min), de Day Rodrigues e Lucas Ogasawara, seguido de debate com a diretora.

Dirigido pela produtora cultural, escritora e feminista negra Day Rodrigues em parceria com Lucas Ogasawara, o documentário conta com depoimentos de nove mulheres negras abordando a experiência de vida a partir da raça, do gênero e da classe, apresentando discussões do feminismo negro e da resistência da mulher negra através dos anos.

Day Rodrigues é produtora cultural e escritora, tem Licenciatura em Filosofia e Especialização em Gestão Cultural pelo Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Produziu e escreveu o documentário “Ouro Verde: a Roda de Samba do Marapé” e o curta-metragem “Ponto Final”.

 

Exibição do documentário “Universo Preto Paralelo” (12 min), de Rubens Passaro, seguido de conversa com o diretor.

Por meio da comparação de obras do século XIX e depoimentos dados à Comissão Nacional da Verdade, o documentário, dirigido por Rubens Passaro, traça um paralelo entre as violações de direitos humanos do passado escravocrata brasileiro e da ditadura militar.

Rubens Passaro é formado em Midialogia pela Unicamp, atua na área de criação e produção de audiovisual, que inclui trabalhos de web e multimídia. É sócio da Tropeiro Produções, que inclui no portfólio produções como “Crack: repensar” e “Di Melo - O Imorrível”.

Evento Gratuito.
Não é necessário se inscrever para participar da atividade.

 


ENCONTRO COM PROFESSORES 

14 DE JULHO ÀS 18H

ENCONTRO COM PROFESSORES

O encontro com professores constitui um espaço de troca entre os educadores do Instituto Tomie Ohtake e professores, educadores e assistentes sociais de outras instituições. A programação de cada encontro prevê visita à exposição 'Invenções da mulher moderna- para além de Anita e Tarsila', realização de atividade em ateliê, discussão sobre mediação e apresentação da publicação educativa desenvolvida pelo Núcleo de Cultura e Participação.
40 vagas 
Gratuito
Inscrições >> https://goo.gl/forms/SlE21gi0fTwFSl6f2 
Informações: setoreducativo@institutotomieohtake.org.br




NO COLO

15 DE JULHO ÀS 10H30 E ÀS 14H30

O próximo encontro do “No Colo – Atividade para bebês e famílias” terá como proposta a exposição 'Invenções da Mulher Moderna: para além de Anita e Tarsila". Será dia 15 de julho excepcionalmente com duas sessões da atividade, às 10h30 e 14h30. Esperamos por você!

 Voltada para bebês de 0 a 18 meses
Gratuito. 
É necessário se inscrever para participar da atividade.

 INSCRIÇÕES >> SESSÃO DAS 10H30                                 
                             SESSÃO DAS 14H30

 



MARCENARIA PARA MULHERES

20 DE JULHO
DAS 14H ÀS 18H

Nos meses de junho a agosto o Instituto Tomie Ohtake oferece 3 oficinas de marcenaria para mulheres! O intuito principal das oficinas é explorar o uso e tirar dúvidas sobre equipamentos, técnicas e formas construtivas do fazer com a madeira, além de possibilitar trocas de experiências sobre o material como suporte de arte e fortalecer a pratica artesanal.

Durante os encontros, as participantes irão construir: uma caixa de ferramentas, um painel para acessórios e um nicho para guardar livros.

VAGAS ESGOTADAS
A partir de 16 anos. 
Atividade gratuita.
 Os materiais serão oferecidos pelo Instituto.


 

APRESENTAÇÃO DE EDUARDO FUKUSHIMA

22 DE JULHO ÀS 21H

Em sua terceira edição, o projeto Temporais recebe o dançarino Eduardo Fukushima, com o trabalho solo “Como Superar o Grande Cansaço?” no Grande Hall do Instituto Tomie Ohtake. A partir do cansaço e sensações niilistas, surge a pergunta “Como superar o grande cansaço?”, sem pretensões de respostas, a pergunta é desenvolvida em linguagem corporal. A dança é a própria pergunta como vontade de potência e geradora de movimento. Um grande cansaço. No tempo. No ar. O corpo no chão.

A performance é construída a partir de gestos e intenções dentro de uma qualidade de movimento específica aliada a repetição, chegando a um estado corporal meditativo que se desenvolve e permanece. Uma dança que existe no confronto com o cansaço, com a precariedade e fragilidade da vida. Uma dança que apesar do cansaço continua.

Eduardo trabalha como coreógrafo, dançarino e professor. Formado em Dança no Curso Comunicação das Artes do Corpo na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo- PUC, realiza pesquisa solo em dança contemporânea desde 2007, realizando apresentações de seus trabalhos em diversos estados e cidades do Brasil e internacionalmente.  Fukushima foi atleta de Ginástica Olímpica durante 10 anos, têm estudos em dança clássica, contemporânea, improvisação e composição, contato e improvisação e release, dança clássica indiana e capoeira angola.

Evento gratuito.




PROGRAMAÇÃO DE ENCERRAMENTO DA EXPOSIÇÃO 'OSSO' 

27,28 E 29 DE JULHO

27/07 (quinta-feira) - 19h 
Mesa de discussão com o tema "Encarceramento em massa e seletividade penal” - Mais informações em breve.

 

28/07 (sexta-feira) - 19h 
Exibição do documentário “Sem pena” (86 min), de Eugênio Puppo, seguido de conversa com o diretor.
Nenhuma população carcerária cresce na velocidade da brasileira que já é a terceira maior do mundo. “Sem Pena” é um documentário, realizado pelo Instituto de Defesa do Direito de Defesa (IDDD), que expõe a vida nas prisões brasileiras e o sistema de justiça do país, demonstrando como morosidade, preconceito e a cultura do medo só fazem ampliar a violência e o abismo social existente.

Eugênio Puppo é cineasta, ator, pesquisador e produtor. Realizou uma série de projetos culturais na área cinematográfica, tais como mostra de cinema e vídeo, exposição de fotografia e ciclo de palestras e debates. Em 1994 fundou a Heco Produções, que realiza projetos culturais de formação artística e educacional nas áreas de cinema, televisão, publicação e exposição.

Evento Gratuito.

29/07 (sábado) - 13h às 20h
13h às 17h - Ateliê aberto de cartazes
Produção de cartazes relacionados ao tema da exposição a partir de técnicas como serigrafia, estêncil e carimbo

17h às 18h - Exibição de vídeo e conversa com idealizadoras
Exibição do vídeo “Apelo” (14 min) de Clara Ianni e Débora Maria da Silva, seguido de conversa com as idealizadoras. 
“Apelo” é o depoimento de Débora Maria Silva, fundadora do movimento Mães de Maio, que teve seu filho assassinado em 2006 pela polícia militar do Estado de São Paulo. O apelo é pelo direito ao luto e a memória coletiva dos jovens assassinados. 

18h às 20h - Sarau
Apresentação de poetas participantes do Sarau do Binho de outros saraus e slams de poesia de São Paulo.  

Eventos gratuitos.

 

CONTAÇÃO DE HISTÓRIA 

28 E 29 DE JULHO

Contações de histórias para todas as idades com recursos de audiodescrição para pessoas com e sem deficiência visual e intérprete de LIBRAS (língua brasileira de sinais) sobre a exposição ' 'Invenções da mulher moderna- para além de Tarsila e Anita' em cartaz no Instituto Tomie Ohtake, com diversos temas e linguagens variadas de arquitetura, fotografia, arte moderna e contemporânea.

Programação
28 de julho, às 9h30 e às 14h30
29 de julho, às 11h


VISITA E OFICINA COM AUDIODESCRIÇÃO PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA VISUAL

29 DE JULHO ÀS 11H

Experiências sensoriais na exposição 'Invenções da mulher moderna- para além de Anita e Tarsila', direcionadas em algumas obras selecionadas com audiodescrição, propondo reflexões estéticas e sociais de diferentes artistas.

29 de julho, às 11h
12 de agosto, às 11h

Gratuito
20 vagas
Inscrições: www.institutotomieohtake.org.br
Informações: Tel. 2245 1937 ou setoreducativo@institutotomieohtake.org.br
 

OFICINA DE CRIAÇÃO ARTÍSTICA EM LIBRAS PARA SURDOS 

29 DE JULHO ÀS 14H30

A atividade tem como objetivo promover manifestações artísticas em LIBRAS a partir de leitura e debate sobre obras da exposição  'Invenções da mulher moderna- para além de Anita e Tarsila' discutindo hábitos ligados às culturas surdas.
29 de julho, às 14h30
Gratuito
20 vagas
Inscrições: www.institutotomieohtake.org.br 
Informações: setoreducativo@institutotomieohtake.org.br





AGOSTO

MARCENARIA PARA MULHERES

12 DE AGOSTO
DAS 14H ÀS 18H

Nos meses de junho a agosto o Instituto Tomie Ohtake oferece 3 oficinas de marcenaria para mulheres! O intuito principal das oficinas é explorar o uso e tirar dúvidas sobre equipamentos, técnicas e formas construtivas do fazer com a madeira, além de possibilitar trocas de experiências sobre o material como suporte de arte e fortalecer a pratica artesanal.

Durante os encontros, as participantes irão construir: uma caixa de ferramentas, um painel para acessórios e um nicho para guardar livros.

20 Vagas 
Inscrições abrem no dia 7 de agosto
A partir de 16 anos. 
Atividade gratuita.
 Os materiais serão oferecidos pelo Instituto.