Exposição - 5ª  Edição Prêmio Energias na Arte
De 9 novembro a 4 dezembro

Em sua quinta edição, o Prêmio Energias na Arte é uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake e a EDP, empresa que atua nas áreas de geração, distribuição, comercialização e soluções de energia, com o apoio do Instituto EDP, organização que coordena os projetos socioambientais do Grupo.  

A exposição coloca em mostra os trabalhos dos 10 finalistas que estão concorrendo ao Prêmio Energias na Arte. São eles:  André Arçari (Vitória – ES); Antonio Társis de Jesus Miranda (Salvador – BA); Beatriz Barros Martins (Rio de Janeiro – RJ); Eduardo Montelli Lacerda (Porto Alegre – RS); Gabriel Bondezan Botta (São Paulo – SP); Hassan Shahateet (São Paulo – SP); Laura Berbet Ferreira Albino (Belo Horizonte – MG); Luisa Puterman (São Paulo – SP); Santidio Pereira de Sousa (São Paulo – SP) e Van Holanda (Fortaleza – CE).

 

RESIDÊNCIA

O Prêmio EDP nas Artes lançou, pela primeira vez, uma residência artística na Escola Entrópica do Instituto Tomie Ohtake, para jovens artistas. Foram concedidas duas bolsas para os cursos, grupos de estudos e acompanhamento artístico na Escola Entrópica, além de passagem e hospedagem durante quatro meses na cidade de São Paulo, com espaço de residência e ateliê.

Agradecemos as inscrições de mais de 280 artistas de todo o Brasil!


Os 2 artistas selecionados foram:
Eduardo Araújo Silva
Raylander Mártis dos Anjos


Menção Honrosa:
Mariane dos Santos Lima

 


vencedores

Antonio Tarsis de Jesus, artista natural de Salvador, Bahia. Foi contemplado com a residência Lugar a Dudas em Cáli, Colômbia. .
Antonio Tarsis de Jesus (Salvador, BA, 1995. Vive e trabalha em Salvador)
Artista autodidata, nascido e residente na cidade de Salvador, Bahia, começou a pintar com 16 anos. Aos 18, inicia projetos em outros formatos, como fotografia, pintura em variados suportes, objetos e colagem. Neto de feirantes, ainda na infância mudou-se para o bairro de Sete Portas, tradicional por seu comércio informal e lojas de materiais de construção, local onde o artista encontra, em seus trabalhos mais recentes, referências estéticas que dialogam com o contexto histórico da cidade, uma Salvador em eterna transformação.

 

Luisa Puterman, artista natural de São Paulo, SP. Foi contemplada com a residência Banff Arts Centre em Alberta, Canadá.
Luisa Puterman (São Paulo, SP, 1989. Vive e trabalha em São Paulo)
Suas pesquisas e projetos exploram histórias, possibilidades, problemas e outros aspectos sobre composição e percepção sonora. Nos últimos anos, participou de festivais, residências e exposições como: FILE-SP; 18th Japan Media Festival; FIVAC-Cuba; FIF-BH; Red Bull Music Academy; e outras ocupações sonoras. Luisa também atua como produtora musical e sound designer.

 

Van Holanda, artista natural de Fortaleza, Ceará. Foi contemplado com a residência Hangar em Lisboa, Portugal. 
Van Holanda (Fortaleza, CE, 1989. Vive e trabalha no Rio de Janeiro)

Artista e pesquisadora de trânsitos poéticos. Estudou Artes Visuais na Universidade Estadual do Rio de Janeiro e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Recentemente participou de exposições no SESC Consolação (SP), na Caixa Preta (RJ) e na Casa de Artes de Paquetá (RJ), com o coletivo Transburger. Publicou duas luas em um céu vermelho" pela editora Rébus (RJ). Atualmente está em São Paulo, trabalhando na 32ª Bienal de São Paulo na obra-restaurante Restauro, de Jorge Menna Barreto.


Clique aqui para acessar o PROGRAMA DE ATIVIDADES da exposição do Prêmio Energias na Arte.


Para saber mais sobre o Prêmio Energias na Arte e as edições anteriores, clique aqui


PATROCÍNIO



APOIO DE MÍDIA

                  
           
            


REALIZAÇÃO