Av.Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros - São Paulo - SP
Exposição do 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel

Abertura e anúncio dos premiados: 10 de agosto, às 20h
Visitação: até 17 de setembro de 2017


Durante a abertura da mostra dos dez projetos selecionados ao 4º Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel, dia 10 de agosto, no Instituto Tomie Ohtake, serão conhecidos os três vencedores desta edição, que recebeu 186 inscrições provenientes de 12 Estados brasileiros e Distrito Federal.  Entre os finalistas há obras localizadas em São Paulo, Santa Catarina, Tocantins, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Cidade do México:

 

Casa 4x30, São Paulo – SP – arquiteto responsável Clara Reynaldo – CR2 Arquitetura + FGMF Arquitetos;

Casa Torreão, Brasília – DF – arquiteto responsável Matheus Seco – Bloco Arquitetos;

Ciclovia Avenida Paulista, São Paulo – SP – arquiteto responsável Gianpaolo Santoro Granato – Studio GGA;

Cobertura Mercado Público de Florianópolis, Florianópolis – SC – arquiteto responsável Gustavo Utrabo – Aleph Zero; 

Instituto Brincante, São Paulo –SP – arquiteto responsável Dante Furlan – Bernardes Arquitetura; 

Mirante 9 de Julho, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marcos Paulo Caldeira –MM18;

Moradas Infantis, Formoso do Araguaia – TO – arquiteto responsável Adriana Benguela – Rosenbaum + Aleph Zero; 

Parque da Gare, Passo Fundo – RS – arquiteto responsável Pedro Paes Lira – Idom; 

Subsolanus, Cidade do México DF – México – arquiteto responsável Henrique te Winkel – Vão;

Vazio, São Paulo – SP – arquiteto responsável Marina Acayaba – AR arquitetos; 

 

O júri, composto pelos arquitetos Carla Juaçaba, Gustavo Penna, Nabil Bonduki e Priscyla Gomes, anunciará os três projetos considerados de maior destaque cujos autores serão contemplados com viagens internacionais: Xangai/China, Helsinque/Finlândia e Havana/Cuba. Além da exposição, os dez projetos finalistas serão reunidos em publicação.

 

Uma mostra de filmes sobre arquitetura, projetada na fachada do edifício que abriga o Instituto Tomie Ohtake, faz parte da programação paralela ao Prêmio, assim como ações educativas para o público jovem que têm por objetivo promover uma discussão sobre a relação das pessoas com a arquitetura e o urbanismo nos espaços que habitam.

Para saber mais informações sobre o Prêmio acesse >> http://premioarquitetura.institutotomieohtake.org.br



PROGRAMAÇÃO PARALELA

ARQUITETURA E URBANISMO NAS PERIFERIAS
AULAS PÚBLICAS
As aulas públicas fazem parte da programação do 4 ° Prêmio de Arquitetura Instituto Tomie Ohtake AkzoNobel. Arquitetos renomados são convidados a apresentar obras de destaque, de sua autoria, na periferia de São Paulo.

19 de agosto - sábado - das 9h às 14h
Polo educativo-cultural e Redondinhos, Heliópolis
Arquiteto Ruy Ohtake

INSCRIÇÕES ENCERRADAS 

26 de agosto - sábado - das 9h às 14h
Casa Vila Matilde
Arquiteto Pedro Tuma
INSCRIÇÕES ENCERRADAS

*as aulas públicas são gratuitas
** será fornecido transporte gratuito saindo do Instituto Tomie Ohtake




CINE FACHADA
Exibição na fachada do Instituto Tomie Ohtake de filmes que ampliam o debate sobre a arquitetura e o urbanismo nas periferias de diferentes cidades do Brasil


1 setembro - sexta-feira - 19h30
Bye, Bye Brasil - Cacá Diegues
(1979, 105 min)
Classificação 16 anos
O filme narra a trajetória da Caravana Rolidei, que percorre o interior do país realizando espetáculos e shows para a população mais pobre que não tem acesso a televisão. Num primeiro momento, a caravana percorre o Sertão Nordestino, para, num segundo momento do filme, se embrenhar no interior do Pará, em busca de riqueza e prosperidade.

 

2 setembro - sábado - 19h30
O Som ao Redor - Kleber Mendonça Filho
(2013, 130 min)
Classificação 16 anos
A vida numa rua de classe-média na zona sul do Recife toma um rumo inesperado após a chegada de uma milícia que oferece a paz de espírito da segurança particular. Enquanto isso, Bia, casada e mãe de duas crianças, precisa achar uma maneira de lidar com os latidos constantes do cão de seu vizinho. Uma crônica brasileira, uma reflexão sobre história, violência e barulho.

 

3 setembro - domingo - 19h30
Branco sai, preto fica - Adirley Queirós
(2014, 93 min)
Classificação 12 anos
Dois sobreviventes de um tiroteio policial ocorrido em um baile de black music, buscam maneiras de falar sobre o passado. Ao mesmo tempo, um viajante vindo do futuro recolhe dados sobre o caso para mover uma ação contra o Estado. O cenário da trama é a cidade de Ceilândia, maior periferia de Brasília.

*sujeito a lotação de 150 lugares

**em caso de chuva o evento será cancelado




VISITAS AGENDADAS
Mediadas por educadores, as visitas incluem uma conversa na epxosição, seguida de atividade poética em ateliê.
Vagas: até 40 por grupo
Quartas e sextas, das 10h às 12h e das 14h às 16h
Inscrições por telefone 2245 1937

 

PATROCÍNIO

APOIO DE MÍDIA

                               
     

REALIZAÇÃO