Av.Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros - São Paulo - SP








OBRAS PÚBLICAS

1959 -
 Vitral na Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). São Paulo/SP.

1971 - Painel pintado na parede do saguão da TAP Air Portugal. Rio de Janeiro/RJ.

1979 - Painel em tela no Restaurante Escandinavo do Hotel Maksoud Plaza (deslocado para outro local do Hotel). São Paulo/SP.

1980 - Painel na parede e peças metálicas na Cia. de Seguros Comind (atualmente do Grupo Iochpe). (está desmontado). São Paulo/SP.

1983 - Escultura sobre a piscina no jardim da galeria, em concreto pintado, com 7 metros. Cálculo estrutural, Mario Franco; execução, Nelson Vitorino. Galeria Paulo Figueiredo (demolida). São Paulo/SP.

1983 - Cenários e figurinos para a ópera Madame Butterly. Theatro Municipal. Rio de Janeiro/RJ.

1984 - Ladeira da Memória, Angangabaú. Pintura na parede cega do edifício, com 55 metros de altura e 22 metros de largura, em tinta epoxy sobre parede. A sua execução foi promovida pela EMURB (arquiteto José Roberto Graciano) e patrocinada pelo Banco Nacional. Inaugurada pelo Prefeito Mario Covas.

1984 - Painel em tela no Banco de Crédito Nacional. São Paulo/SP.

1985 - Edifício Tomie Ohtake, rua Baltazar da Veiga 501, arquitetura Ruy Ohtake, altura de 45 metros, com largura totaliza 10,80 metros, com parciais de 3,50 m, 3,50 m e 3,80 m, pintado com tinta epoxy sobre concreto.

1985 - Lagoa Rodrigo de Freitas, Rio, escultura de ferro com 20 metros de diâmetro, 17 toneladas de peso, executada nos estaleiros da Ishikawajima, que presenteou à cidade. Inaugurada por Darcy Ribeiro, Vice-Governador e Secretário da Cultura.

1988 - Av. 23 de Maio, em frente ao Centro Cultural São Paulo, escultura em concreto armado, cada peça medindo 30 metros de comprimento, total 40 metros. Calculada, executada e patrocinada pela Método Engenharia.

1990 Memorial da América Latina, arquitetura Oscar Niemeyer, painel na lateral interna do Auditório, com 70 metros, realizado em tapeçaria pela Tabacow. Inaugurado pelo Governador Orestes Quércia. (destruído em incêndio em 2013 – está em processo de restauro).

1991 Estação Consolação do Metrô. Cada peça tem comprimento de 15 metros. 4 painéis. Executado pela Vidrotil em pastilhas de vidro. Coordenação do arquiteto Sergio Secches, colocação das pastilhas por Martins Chagas, produção de Guilherme Franco. Inaugurado pelo Governador Orestes Quércia.

1992 Escola Maria Imaculada, painel de 9 metros, executado com pastilha de vidro pela Vidrotil. Colocação das pastilhas por Martins Chagas, coordenação do arquiteto Sergio Secches e produção de Guilherme Franco. Patrocinado por Ricard Akagawa.

1993 Edifício Number One, da Paulo Octávio, Brasília, painel de 5x10 metros, executado pela Vidrotil com pastilha de vidro, produção de Guilherme Franco.

1994 Instituto de Estudos Brasileiros da USP, painel de 2,40x 4,20 metros, executado com pastilha de vidro pela Vidrotil com a participação de Martins Chagas, Sergio Secches, Guilherme Franco e Maria Tereza Joia. Inaugurado pelo professor José Sebastião Witter, diretor do IEB, [ainda não transferido para o novo prédio em 2013, nas direções das professoras Maria Angela Faggin Pereira Leite

1994   Ópera-Mundi, figurino-escultura de um personagem na encenação realizada ao ar livre no Maracanã. Rio de Janeiro/RJ.

1995 - Mural localizado no hall do Edifício Address projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake e construído pela Construtora Encol. Painel em mosaico de vidro, medindo 2,50x2,10 metros.





1996 - Teto do Theatro Pedro II, Ribeirão Preto, coordenação de execução do teto Efrain Ribeiro, arquitetura do restauro Helena Saia, colaboradores Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki. Inaugurado pelo Prefeito Antonio Palocci.

1996 - Museu Metropolitano de Arte, Curitiba, escultura de 11 metros de altura, em concreto armado pintado. Inaugurada pelo Prefeito Rafael Greca. Execução, Moro Construtora, produção Guilherme Franco.

1996 - Renaissance São Paulo Hotel, arquitetura Ruy Ohtake, hall de entrada do 2º andar, painel de 2x5 metros, cerâmicas da Portobello.

1997 - Cidade Universitária, próximo à Casa Brasil-Japão, escultura com 5 metros de altura, 7,30 metros de comprimento e 4 metros de largura. Inaugurada pelo Imperador Akihito, pela Imperatriz Michiko e pelo Reitor Jacques Marcovitch. Executado pela Atal, em estrutura treliçada de perfis de ferro, revestimento em aço inoxidável. Colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

1997 - SESC Vila Mariana, Rua Pelotas, 141, altura das paredes, 9 metros, espaço com 25x33 metros, total de ferro usado, 1.500 metros. Inaugurado pelo Diretor Regional do SESC, Danilo Santos de Miranda. Executado com ferro de 1,8 cm de diâmetro, pintado com tinta epoxy pela equipe de Edmundo Canado, colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

1997 - Laboratório Aché, Bloco 5, Via Dutra, Guarulhos, arquitetura Ruy Ohtake, escultura com 13 metros, secção de 25 x 100cm, 4,5 toneladas, em ferro pintado com tinta automotiva, cálculo estrutural de Aluísio Margarido, executada por Garra Metalúrgica, Edmundo Canado e equipe e montagem da Método Engenharia, colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

1998 - CTBC Telecom, praça interna, Uberlândia, painel em 2 paredes, com 5,23 metros de altura e 19,20 metros de comprimento, executado com pastilha de vidro pela Vidrotil e Soter.

1998 - Escultura em ferro na Praça Guilherme Franco. Taquaritinga/SP.

1998 - Instituto Rio Branco, Brasília, escultura em ferro tubular pintada com tinta epoxy, 6 metros de altura, executado pela SCA de Ribeirão Pires, com a colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

1999-2000 - Parque Industrial da Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração, Araxá, Minas Gerais. 23 metros de comprimento, 20 toneladas de peso. Inaugurado pelo Presidente da CBMM José Alberto Camargo, o Embaixador José Aparecido e o Secretário da Cultura Ângelo Oswaldo. Projeto estrutural de Aluísio Margarido, executado por Edmundo Canedo e equipe, colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

1999 - Museu de Arte Contemporânea da USP, escultura com 9 metros de comprimento, em aço tubular de 11,8cm de diâmetro. Inaugurado pelo Reitor Jacques Marcovitch e pelo Diretor do MAC Teixeira Coelho. Executada pela SCA de Ribeirão Pires, com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2000 - Edifício Berrini 500, praça Professor José Lannes, de Adalmiro Dellappe Baptista, Arquitetura Ruy Ohtake, escultura com 12,50 metros de comprimento por 5,30 de altura, executada em aço carbono pela SCA de Ribeirão Pires, colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2000 - Escultura em homenagem ao centenário do Professor Pietro Maria Bardi. Chapa de aço carbono, pintada com tinta de poliuretano. São Paulo/SP.

2001 - O Hotel Brasília Alvorada, de Paulo Octávio e Funcef, arquitetura Ruy Ohtake, escultura em aço carbono pintada com tinta poliuretano, altura de 10 metros, executada por SCA de Ribeirão Pires, colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2002 - Complexo KKKK, Registro. Escultura em chapa de aço carbono, pintada em tinta automotiva vermelha e prata, medindo 7 metros de altura, com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2003 - Complexo Ohtake Cultural, obra com estrutura metálica em poliuretano e revestimento em fibra de vidro, com 16 metros de comprimento, 4 metros de largura e 90 centímetros de espessura, realizado pelo Laboratório Aché. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2003 - Localizada em praça em frente à sede da Usiminas, chapa de aço carbono, pintada com tinta automotiva, medindo 22 e 18 metros de comprimento cada parte, executada pela Usiminas Mecânica. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.




2004 - Usiminas, Ipatinga, escultura em chapa de aço carbono, pintada com tinta automotiva, medindo 14 x 6 metros, 7 metros de altura, pesando 10 toneladas, executada pela Usiminas Mecânica. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2004 - Auditório Ibirapuera, com arquitetura de Oscar Niemeyer, painel ocupando o teto e a parede fronteiriça, de 20 x 20 metros, em perfis de aço galvanizado e placas de gesso acartonado. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2008 - Escultura na via de acesso do Aeroporto Internacional de Guarulhos, Cumbica, Guarulhos, em aço carbono, pintada com tinta automotiva, 9 metros de altura, pesando 20 toneladas. Realizado pela Associação Guarulhense para as comemorações do Centenário da Imigração Japonesa. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2007 - Escultura em tubo de aço na Avenida Paulista (esquina com Rua Teixeira da Silva), em frente ao Edifício Santa Catarina. Arquitetura: Ruy Ohtake. São Paulo/SP

2008 - Parque do Emissário Submarino, Praia José Menino, Santos. Escultura em aço, pintada com tinta automotiva, 15 metros de altura, pesando 60 toneladas, realizada pela Prefeitura de Santos e patrocínio da Cosipa/Usiminas, Gafisa e Yune Incorporadora. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2008 - Serviço Autônomo de Água e Esgoto – SAAE, Guarulhos, Painel, de 550 metros em tubos de aço, 11 cm de diâmetro, ocupando área de 17 x 57 metros, pintado com tinta automotiva, realizado pelo SAAE e Prefeitura de Guarulhos. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2008 - Escultura no Parque dos Maracás, com paisagismo de Burle Marx, 13 arcos irregulares, com 16 metros de largura máxima, 21 metros de comprimento e 5 metros na altura máxima, pintado com tinta automotiva, realizado pela Prefeitura de Guaíra.

2008 - Escultura na Faculdade de Economia e Administração da USP-FEA. Em chapa de aço carbono pintada com 5,60 x 12,12 metros. São Paulo/SP.

2009 -  Museu de Arte Contemporânea de Tóquio. Escultura tubular, pintada de branco, medindo 4 metros de altura, em tubo de aço de 25 milímetros, com patrocínio da Petrobrás. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2010 -  Okinawa, Japão. Praça na cidade de Okinawa, em frente ao Canal, chapa de ferro pintada com tinta automotiva, medindo 2,30 x 2,30 metros.

2012   Ark Hills Sengokuyama Mori Tower. Escultura em aço pintada com tinta automotiva, com 11 metros de altura. Patrocinado pela empresa Vale, executada coordenada pela equipe técnica do Mori Museum.

2013 -  Barra Funda. Escultura, em aço carbono, pintada com tinta automotiva, 6 metros de altura. Conjunto de edifícios residenciais da Tecnisa. Colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki.

2013 - Monumento ao Trabalhador, no Paço Municipal de Santo André, escultura em aço carbono, pintada com tinta automotiva, 12 metros de altura, 15 toneladas, realizada pelo Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André. Com colaboração de Jorge Utsunomiya e Vera Fujisaki e Prefeitura de SantoAndré.