Espaço Nômade





O projeto parte de alguns desdobramentos possíveis da palavra circular – móvel, impermanente e rodante – para propor uma estrutura modular de caráter efêmero, com o intuito de ativar regiões com pouco dinamismo na cidade de Maringá (PR). Articulando design, arquitetura e urbanismo, o Espaço Nômade não tem uma definição programática rígida e, sob diferentes arranjos, viabiliza variadas atividades e programas.

O ESPAÇO NÔMADE está atento a discussões contemporâneas, como a de escala humana em contraposição à escala do automóvel, levantada por Jan Gehl; de acupuntura urbana, de Jaime Lerner, e dos espaços opacos, abertos ao aproximativo e à criatividade, de Milton Santos, bem como às ideias de estudiosos que se dedicam ao Caminhar como prática estética (livro de Francesco Careri) e de outros artistas e arquitetos que apreenderam as cidades por meio do caminhar, da deriva e da deambulação.

De caráter efêmero e sem usos muito delimitados, o ESPAÇO NÔMADE é um convite à apropriação. Sua estrutura baseia-se num sistema de andaimes, adotado por ser uma matriz facilmente ajustável, com montagem simplificada, e cuja composição é pautada por operações de adição, subtração e multiplicação, sempre a partir do mesmo módulo de 2x2 metros. A essa estrutura adicionam-se piso e membranas para fechamento.

O projeto atende distintos usos e escalas (pequeno, médio, grande). Enquanto Mirante, cria um percurso entre mirantes e outros parques subutilizados na cidade de Maringá; na função de Pocket Stage ocupa o espaço de carros em faixas de estacionamento, rotatórias, praças e demais espaços públicos para servir de suporte a apresentações artísticas, teatro e cinema. Pode ainda ser usado como espaço de estar, lúdico, ou de contemplação (com áreas de descanso e conversa, contendo redes), de comércio (e feiras), ou ser instalado diante de empenas cegas para oferecer dinamismo às ruas, compondo assim fachadas ativas.



Ficha técnica



Espaço Nômade | Nomadic Space

 

Estrutura modular que alinha design, arquitetura e urbanismo. Com caráter efêmero, a proposta busca ativar regiões esmaecidas da cidade, ressignificando suas práticas e valores. Por intermédio de diferentes arranjos, a estrutura permite a viabilização de diversos programas e atividades.

 

Modular structure made possible by the combination of design, architecture and urbanism. This ephemeral proposal activates rundown regions of cities to resignify the practices and values of local communities. Using different arrangements, the structure enables feasibility for different programs and activities.

 

Autor | Author

Giovani Lemos Damasio

 

Tipo de projeto | Type of project

Arquitetura | Architecture

 

Estado | State

Paraná

 

Cidade | City

Maringá

 

Instituição de estudo | Learning institution

Universidade Estadual de Maringá – UEM

 

Curso | Program

Arquitetura e Urbanismo | Architecture and Urbanism