Com Vânia Medeiros e Cláudio Bueno

O Grupo de estudos e experimentação em arte contemporânea, coordenado por Vânia Medeiros e Cláudio Bueno e , partirá da expressão oral baiana: “Se Plante!” Trata-se de uma interjeição que convoca uma pessoa a se situar, a se localizar diante de determinado contexto. Serão acolhidas, simultaneamente, as formulações individuais dos artistas e de suas obras, mas também a posição desta produção no mundo, diante dos contextos, linguagens, coletividades, tempos e espaços que ela articula e nos quais se insere. Evocar a plantação nos abrirá um campo de diálogos com os debates contemporâneos sobre ecossistemas e suas diferentes formas (biodiversas) de colaboração. Durante os encontros, as pessoas participantes serão convidadas a propor ao grupo experimentações práticas e reflexivas a partir de suas obras e/ou processos. Espera-se, assim, instaurar um espaço de interlocução e não apenas de orientação das produções.

 

22 setembro a 8 dezembro

Mais informações participacao@institutotomieohtake.org.br



   ___________________________________

VÂNIA MEDEIROS (Salvador, 1984) é artista visual, designer, educadora, pesquisadora, editora independente e doutoranda em design pela FAU-USP. Tem o desenho como dispositivo de investigação em processos individuais e colaborativos, que ganha suportes diversos nos espaços expositivos e publicações impressas. Participou de exposições e residências artísticas em países como Alemanha, Colômbia e Equador. Seu trabalho faz parte do acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo e de coleções particulares.



CLÁUDIO BUENO (São Paulo, 1983) é artista, pesquisador e curador. Doutor em Artes Visuais pela ECA-USP. Integra O Grupo Inteiro (ogrupointeiro.net), com o qual participou de exposições no MAM-SP; MASP; far°/Pro-Helvetia (Suíça); entre outras. Junto ao grupo, realiza a pesquisa Drought, Nurturing, Orós, Caatinga, Sertão apoiada pelo Het Nieuwe Instituut (Holanda). Desenvolve, com João Simões, a plataforma Explode! (explode.life), que fomenta experimentações em torno de práticas que evidenciam o corpo, suas marcas e suas intersecções. Atualmente são os curadores do Ciclo I do Pivô Pesquisa 2021. Com Tainá Azeredo, realiza a Intervalo-Escola (intervaloescola.org), que pesquisa e experimenta modos de aprendizagem a partir do campo da arte. Parte da sua pesquisa atual aborda as infraestruturas globais e seus modos de operar junto às dinâmicas da vida e da terra.