#juntosdistantes

Desde o anúncio da pandemia global, intensificaram-se medidas de distanciamento social e instituições no mundo todo buscam estratégias para continuidade de sua vocação pública: atentas aos cuidados com a vida, precisamos pensar novas formas de estarmos juntos.

Enquanto a incerteza do contato e do reencontro coletivo persiste, as equipes do Instituto ensaiam possibilidades de levar ao público outras formas de permanecermos #juntosdistantes. 

Diariamente serão publicados conteúdos já produzidos, como uma forma de dividirmos uma parte importante de nossa história em nossa Programação Online. Além disso, novas produções, depoimentos, conversas e ensaios inéditos serão compartilhados aqui, concebidas a partir de questionamentos como: como cuidamos uns dos outros apesar da distância? como nos mantemos em contato? como concebemos novos modos de vida e de produção artística em um cenário de tamanha turbulência?

A cada semana, um tema relacionado à ideia de estar #juntosdistantes será abordado nas nossas redes. Você também pode participar enviando registros produzidos nesse período de quarentena.

Publique marcando o perfil do Instituto (@institutotomieohtake) e use nossa hashtag #juntosdistantes


CONTEÚDOS


Ensaios do Núcleo de Pesquisa e Curadoria


"Sociabilidades urbanas e populares na obra de Nelson Leirner" por Theo Monteiro

"O CÉU AINDA É AZUL, VOCÊ SABE..." por Gunnar B. Kvaran, curador da mostra

"Ainda é possivel sonhar! Se você quiser" por Luciara Ribeiro, Curadora Assistente do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto.

"Frida Kahlo - Conexões entre mulheres surrealistas no México" 
por Teresa de Arcq, Curadora da mostra.

"Entre Quatro Paredes: quartos na história da arte"  por Luciara Ribeiro, Curadora Assistente do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto.

"Witnesses: Against Our Vanishing: Nan Goldin, a AIDS e a fotografia de intimidade" - por Priscyla Gomes, Curadora Associada do Instituto.

"Arte postal: Intercâmbios solidários à distância" - por Luise Malmaceda, Curadora Associada do Instituto.

"A cura em Murakami" 
- por Diego Mauro, Curador Assistente do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto.


Série de depoimentos #juntosdistantes


Semanalmente, três convidados dividem em nossas redes suas reflexões sobre o momento de isolamento que vivemos. Nasce então a proposta da série, convidando à reflexão e propondo novas formas de estarmos #juntosdistantes

Primeiro episódio, participaram: o professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP e curador Agnaldo Farias, o sociólogo e jornalista Muniz Sodré e a artista Regina Silveira. 

Segundo episódio, participaram: a professora de literatura brasileira da USP e ensaísta Eliane Robert Moraes, o filósofo Peter Pál Pelbart e o fotógrafo Bob Wolfenson

Terceiro episódio, participaram: a atriz Denise Stoklos, a diretora da ONG Redes da Maré, pesquisadora e doutora em Serviço Social Eliana Souza Silva e Amir Labaki, crítico e fundador do É Tudo Verdade.

Quarto episódio, participaram: a artista Leda Catunda, a docente do Instituto de Estudos Brasileiros da USP Ana Paula Simioni e a atriz e transpóloga Renata Carvalho.

Quinto episódio, participaram: o bailarino e coreógrafo Ismael Ivo, a artista Regina Parra e o filósofo Renato Janine Ribeiro.

Sexto episódio, participaram: a poeta, atriz e escritora Elisa Lucinda, o músico e compositor Rodolfo Stroeter e a cineasta Tata Amaral. 

 

Clique e confira os depoimentos.

Conteúdo Digital


Todos os links de acesso, para materiais, palestras, apresentaçoes, publicações do Instituto Tomie Ohtake, disponibilizados em nossas redes durante o isolamento

    Palestra de Nan Goldin no Instituto Tomie Ohtake

O Instituto Tomie Ohtake disponibiliza o catálogo da exposição “Anos 70 – Arte como questão” para visualização e consulta. A mostra foi realizada em 2007 com curadoria da pesquisadora Glória Ferreira, e apresentou um conjunto expressivo de trabalhos realizados ao longo dos anos 1970 no Brasil, que têm como ponto comum o “exercício experimental de liberdade”. 

Clique e confira!  

 

O Instituto Tomie Ohtake disponibiliza o catálogo da exposição “Anos 70 – Arte como questão” para visualização e consulta. A mostra foi realizada em 2007 com curadoria da pesquisadora Glória Ferreira, e apresentou um conjunto expressivo de trabalhos realizados ao longo dos anos 1970 no Brasil, que têm como ponto comum o “exercício experimental de liberdade”. 

Clique e Confira!





Conversa com o artista Takashi Murakami
Na abertura da exposição “Murakami por Murakami”, o curador da mostra Gunnar B. Kvaran conversou com o artista Takashi Murakami no Instituto Tomie Ohtake. O bate-papo levantou questões sobre a vida e obra do artista. Murakami contou um pouco da sua trajetória e os fatos mais marcantes que inspiraram suas principais obras, além de suas inquietações e questionamentos artísticos.
©Takashi Murakami/Kaikai Kiki Co., Ltd. All Rights Reserved


Jardim Oriental dos Primeiros Desejos 
Criado pelo coreógrafo Ismael Ivo e o compositor Rodolfo Stroeter, a apresentação de dança teve como referência os mitos sobre Buda, o erotismo oriental, os mangás, os personagens infantis da indústria japonesa, os samurais, as cerimônias do chá, as gueixas e até o filme Dodeskaden de Akira Kurosawa. Teve também, a contribuição do coletivo Os Tupys, figurinos de Angélica Chaves, e participação especial da artista plástica Catarina Gushiken, que trabalha com Caligrafias Imaginadas inspiradas no Sho (caligrafia artística japonesa). 

Confira na íntegra!



Catálogo da exposição “Tomie Ohtake 100-101”. 

O catálogo traz, além das últimas obras realizadas por Tomie, a possibilidade de conhecer mais dos processos desenvolvidos pela artista, bem como seu local de trabalho e vivência, o ateliê. A mostra celebrou os 101 anos vividos por Tomie e os seus mais de 60 dedicados à arte.

Clique e confira!





Publicação Educativa  “Tomie Ohtake 100-101”.  

O Núcleo de Cultura e Participação do Instituto Tomie Ohtake desenvolve experimentações na formação continuada de alunos, educadores e professores. Nesta edição, convidamos você a revisitar a linha do tempo que se organiza desde os anos 1950 e tem a poética de Tomie Ohtake como uma espécie de núcleo em torno do qual orbitam artistas, suas obras e alguns fatos que ressaltam aspectos do cenário cultural da época. 

Clique e confira!






Catálogo da exposição “Tomie Ohtake - gesto e razão geométrica”. 


Na exposição que celebrou os 100 anos da artista, o curador Paulo Herkenhoff destaca traços de sua particular construção formal. “A quase-geometria de Ohtake aflige o plano com fratura, ruptura, imprecisão e transtorno, como se fosse a primeira (ou a última) visão da forma geométrica no início de sua dissolução (ou no final) e crise de coesão.”

Clique e confira!




Trechos do espetáculo criado pelo Balé da Cidade - inspirado na exposição “Histórias Afro-Atlânticas” Sob a direção é de Ismael Ivo e a música é de Rodolfo Stroeter. A mostra foi um sucesso em 2018!!

 

Clique e confira!

 

O documentário produzido pela TV Cultura
Dirigido por Helio Goldsztejn, aborda a trajetória de Tomie Ohtake, desde os tempos em que vivia no Japão, passando por sua chegada ao Brasil na década de 1930, pelo início de uma nova vida no bairro da Mooca, em São Paulo, até o grande reconhecimento artístico de público e crítica. Além de vasto material de arquivo da emissora, o filme conta com depoimentos de artistas, curadores e críticos de arte, amigos e familiares.

Clique e confira!




Catálogo da exposição “Murakami por Murakami” que esteve cartaz até 15 de março. Nele é possível conhecer mais sobre as obras e a trajetória do icônico artista japonês.

©Takashi Murakami/Kaikai Kiki Co., Ltd. All Rights Reserved

 

A série Murakami por Murakami foi produzida durante a sua curta estadia do artista Takashi Murakami no Brasil para a abertura da exposição. Na conversa Takashi discorre sobre vários aspectos de sua vida, seu processo de criação e sua arte. ©Takashi Murakami/Kaikai Kiki Co., Ltd. All Rights Reserved

Episódio 1 - “Quem é Takashi Murakami" 
Episódio 2 - “Repensar a tradiçao japonesa"
Episódio 3 - “Distopia"



Caderno de atividades artísticas para crianças e o livro ilustrado com a história da Tomie, ambos acompanhados por audiodescrição e videolibras. Os materiais sugeridos para as práticas são: giz de cera; papéis coloridos, texturizados, crepom e sulfite; lápis; barbante; borracha; pincel; tinta guache; areia, serragem, fita adesiva; cola bastão e líquida; tesoura; venda para os olhos; tela de mosquiteiro ou tecido texturizado, prancheta e telinhas de pintura. Mesmo sem a versão física da bolsa da Tomie com todos os materiais, sugerimos substituir, adaptar com o que se tem em casa.

Clique e confira!



Debate “Carreira de Artista?”, realizado em 10/03/20 no Instituto Tomie Ohtake marcou o lançamento do 7º Prêmio EDP nas Artes e levantou a questão: Faz sentido tratar o percurso artístico como uma carreira? Se não, como é possível tratá-la? As artistas convidadas: Ana Almeida, Carla Chaim e Leda Catunda, conversaram sobre como o percurso pode ser pensado nos dias de hoje, considerando aspectos dos processos criativos, forças de mercado e oportunidades que se abrem, incluindo as premiações. Mediação: Theo Monteiro, membro do Núcleo de Pesquisa e Curadoria do Instituto.

Clique e confira!



Visita guiada à exposição “LUMINA” com a artista Mariana Palma. É tudo em vídeo e você tem a chance de se profundar no processo criativo de cada uma das peças e na elaboração da proposta curatorial. A mostra foi inspirada no mito de Orfeu.do Instituto.

Clique e confira!




As publicações educativas são concebidas juntamente com grupos de professores, como forma de fortalecer o sentido que esses materiais podem assumir em processos pedagógicos de variados espaços de educação. O Núcleo de Cultura e Participação do Instituto Tomie Ohtake cria publicações vinculadas às exposições em cartaz e voltadas a professores, educadores e assistentes sociais

 

Para baixar gratuitamente esses materiais clique aqui!



 

Visita em vídeo pela exposição “Tomie Ohtake – Poesia se Medita”. Uma experiência diferente explorando os textos de Haroldo de Campos e as obras de Tomie conjugadas em um mesmo espaço.

Disponível em nosso IGTV

 

 

Fotos da icônica exposição “Obsessão Infinita” de Yayoi Kusanma-  Grande marco para o Instituto Tomie Ohtake selecionamos as melhores fotos dos ambientes criados pela artista em sua mostra no Instituto.

 

Clique e confira as fotos!

 

 

O podcasts “Amplitudes” toda primeira segunda de cada mês. O educador Pedro Costa entrevista artistas, educadores e profissionais da cultura, ampliando o o debate sobre temas como curadoria, produção artística, territórios educativos, acessibilidade, e mais.

 

Você pode ouvir tudo aqui.